O que é SEO e por que é interessante utilizá-lo?

Se você pesquisou um pouco sobre Marketing Digital e Marketing de Conteúdo, provavelmente já leu o termo SEO. A sigla se refere ao termo Search Engine Optimization e é um dos maiores objetos de estudo por quem deseja se destacar digitalmente sem gastar rios de dinheiro.

Isso porque, ao usar SEO, você atrai o tráfego de modo orgânico, sem precisar pagar para estar bem posicionado nos resultados das pesquisas. Mas não se engane, não significa que o SEO é 100% free. Você precisa investir tempo, muito estudo, análises e utilizar ferramentas para que ele realmente faça a diferença no seu site.

Ainda assim, a prática pode te ajudar a economizar MUITO. Para compreender como ele funciona e conhecer suas vantagens, basta continuar a leitura do artigo!

O que é SEO?

SEO é a sigla de Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de busca). Ele consiste na utilização de algumas técnicas que servem para otimizar blogs, sites, landing pages e outras páginas, de modo que elas alcancem boas posições e gerem tráfego e credibilidade para o site.

Se você tem um site, já deve saber o quanto é complicado atrair tráfego para ele. O Marketing Digital conta com diversas estratégias que podem incluir anúncios no Google ou nas redes sociais, que são canais com grande fluxo de tráfego.

Para se ter noção estima-se que são realizadas 5,5 bilhões de buscas por dia só no Google. Quanto às redes sociais, 66% da população brasileira é usuária, o que representa, em média, 140 milhões de usuários!

Ao criar uma estratégia bem planejada, você pode direcionar parte desse fluxo para o seu site. Porém, se você optar por fazer isso por meio de anúncios, poderá encontrar alguns problemas, que é o que vou tratar a seguir.

Os problemas do tráfego pago

Antes de falar sobre os benefícios do SEO, é importante que você entenda porquê a alternativa mais usada (tráfego pago), não é a que eu mais recomendo para os meus clientes. Não é que sejam estratégias opostas, mas elas têm objetivos diferentes e se você basear a sua estratégia no SEO e complementá-la com o tráfego pago, pode obter resultados muito mais impressionantes e ainda gastar menos. Veja este exemplo:

“Uma empresa fornece serviços de estética e deseja trazer tráfego para o site, além de ganhar mais visibilidade, construir autoridade para a marca e captar leads que serão tratados pelo time comercial.

A empresa já tem site e redes sociais, mas ainda não conseguiu se destacar no meio do mar de informações existentes na web.”

Nesta situação, muitas empresas acabam recorrendo aos anúncios pagos no Google e nas redes sociais, o que dá resultado. Porém, assim que os anúncios são pausados, os acessos caem drasticamente, forçando a empresa a continuar alimentando os anúncios continuamente. Dependendo do valor do clique, ela gastará uma enorme quantia para continuar obtendo resultados.

E ainda tem outro porém…

Quando você digita algo na caixa de busca do Google, os anúncios aparecem primeiro, mas eles vêm marcados como tal, o que acaba repelindo cliques. Muitas pessoas evitam os anúncios, por acharem que eles não serão úteis ou que trarão apenas informações que são relacionadas a serviços pagos. Questione-se: com que frequência você costuma clicar nesses anúncios? Ou você os ignora e vai para os resultados orgânicos? Pois é.

E se a empresa usar SEO?

Usando as técnicas de SEO do jeito certo, o seu site pode aparecer nos resultados orgânicos, sem que seja necessário ficar gastando dinheiro com os anúncios o tempo todo. Mas não é uma mágica: é preciso criar estratégias, selecionar os melhores termos para ranquear e produzir conteúdo relevante para eles.

Se o seu site já tiver uma boa reputação no Google, os resultados aparecem rápido. Já em sites novos ou com pouca autoridade, eles podem demorar um pouco mais e exigem mais esforço, porém com o trabalho feito adequadamente, com certeza valerá a pena.

No caso do exemplo que dei logo acima, uma clínica de estética pode produzir artigos falando sobre a importância de utilizar os materiais adequados e as técnicas certas, alertar sobre possíveis problemas de fazer os procedimentos em casa e até explicar termos e processos mais técnicos. Com isso, além de receber cliques e acessos no site, o público pode se informar e enxergar a empresa como uma autoridade no assunto, gerando credibilidade.

Como o SEO auxilia no ranqueamento do Google?

 

Os mecanismos de busca possuem um objetivo: disponibilizar resultados de qualidade para as buscas dos usuários. Para isso, eles analisam uma série de fatores para determinar quais são os melhores sites e os privilegiarem, de modo que eles se destaquem dos demais.

As técnicas de SEO práticas que ajudam a verificar quais fatores o Google analisa e indica as otimizações que devem ser realizadas no site e no conteúdo para que fiquem de acordo com o que o Google procura.

Todo mundo sai ganhando, já que o usuário encontra o que procura, fica feliz e volta a fazer buscas na ferramenta novamente, o Google ganha mais usuários e os sites mais tráfego.

Confira esse vídeo e entenda um pouco melhor como o Google funciona:

 

Então é só seguir as indicações e criar conteúdos pensando nas boas práticas de SEO?

Seria ótimo se fosse simples, mas não é. No início, muitos espertinhos tentavam “driblar” o Google, usando as técnicas incansavelmente. E até funcionava. Afinal, quem trabalha com marketing digital a bastante tempo, deve se lembrar de quando o recomendado era ter a mesma palavra-chave repetida diversas vezes durante o texto e o texto ranqueava.

Só que com isso, o Google acabava oferecendo aos leitores resultados nem sempre satisfatórios. O usuário caía no site e tinha um texto mais ou menos assim:

“Quando você pesquisar por carros em SP, terá diversas opções à sua escolha. Mas o melhor jeito de encontrar carros em SP é encontrando um bom fornecedor. Nós vendemos carros em SP.”

Caso não tenha notado, a palavra-chave era carros em SP (ironia). Só que o texto não trouxe uma informação relevante sequer. É só encheção de linguiça. Para evitar que isso acontecesse, o Google otimizou seu mecanismo e passou a penalizar as técnicas conhecidas como Black Hat, vou explicar mais sobre elas depois.

Quais são os fatores de ranqueamento no Google atualmente?

O Google passou por muitas mudanças ao longo dos anos. Inclusive, eu fiz um artigo sobre ranqueamento no Google em que eu falo sobre todas as atualizações pelas quais o buscador passou, vale a pena conferir.

Para que você possa obter um bom resultado ao utilizar o SEO, deve sempre acompanhar as mudanças e as tendências, se adaptar e atualizar também seus artigos e estratégias. Separei os principais fatores de ranqueamento da atualidade e expliquei como eles afetam o seu tráfego orgânico, veja abaixo.

Autoridade da página/Pagerank

É uma nota de 0 a 10 que o Google atribui a autoridade de determinada página com relação a uma palavra-chave. Apesar dela não ser mais pública desde 2016, o buscador ainda a utiliza. Você pode utilizar o Page Authority, da Moz, para se basear e compreender a relevância do seu site. Apesar de utilizar diversos fatores, nem sempre os mesmos do Google, ele é bastante confiável.

Autoridade do domínio

É como a pontuação da autoridade da página, porém é relacionada ao domínio todo, incluindo páginas e subdiretórios. Você também consegue visualizar essa pontuação no site da Moz.

Relevância de links

Outro fator que o Google analisa é quantos sites colocam links que levam para o seu. Digamos que um site com muitos acessos e boa reputação insira uma referência ao seu artigo. O Google vê isso como uma prova de que o seu conteúdo tem qualidade.

Conteúdo relevante

Já falamos aqui sobre como é importante evitar o plágio a todo custo. Ao invés de copiar posts, opte por construir uma boa estratégia de marketing de conteúdo, com artigos relevantes construídos especificamente para as suas personas.

Tamanho do conteúdo

Para o SEO, tamanho é documento sim. Mas não caia no erro de acreditar que basta escrever muito para ranquear. Além de maior, o conteúdo precisa ter qualidade e entregar informações mais completas.

Boas práticas de SEO

O conteúdo do seu site deve seguir as boas práticas de SEO, inclusive com o uso adequado das palavras-chave, a divisão com subtítulos, parágrafos pequenos e outros detalhes que otimizam a leitura para o usuário.

Experiência do Usuário (UX)

A experiência do usuário passou a ser recentemente, um fator importante de ranqueamento. Ela leva em conta como o usuário se sente ao navegar em seu site, se é fácil encontrar as informações, se é intuitivo.

Agora, além de satisfazer o usuário, o uso das técnicas de UX ajudarão o site a ranquear no Google, uma vez que ele analisará fatores como a velocidade do carregamento, interatividade, segurança, estabilidade visual e outros fatores.

Obs.: Sabendo dessa importância, aqui na 1nic Digital nós ofertamos o serviço de  avaliação heurística.

Conteúdos atualizados

Recentemente o Google atualizou o “Google Caffeine” e passou a priorizar os artigos mais recentes e atualizados para as primeiras páginas de resultados. Sendo assim, mantenha seus artigos atualizados, inserindo ou removendo parágrafos, verificando o que continua correto e o que pode ser alterado, etc.

Certificado SSL

Se você ainda não usa o certificado SSL no seu site, vá atrás disso o quanto antes. O próprio Google já falou que usa o HTTPS para classificar os sites, uma vez que a segurança dos dados é uma prioridade cada vez mais.

SEO On-Page

O SEO On Page são todas as práticas de otimização de sites feitas dentro de sua própria página, com o objetivo de aumentar a sua visibilidade nos rankings do Google e receber tráfego qualificado. Também costumam ser chamadas de boas práticas de SEO. Existem diversas otimizações de SEO On-page que podem auxiliar seu site a ranquear melhor no Google, confira abaixo algumas delas.

Título

Existem dois títulos no seu post, o que aparecerá no nome da página para os visitantes e o que aparecerá no resultado das buscas. Normalmente, eles são os mesmos, inseridos de maneira automática. Porém, eles podem ser alterados por meio de ferramentas como o Yoast SEO.

Isso é importante, principalmente porque precisam ter algumas características que facilitam o ranqueamento. Para começar, ele precisa ter, no máximo, 65 caracteres, além de conter a palavra-chave e ser objetivo, ao mesmo tempo que chama a atenção do leitor. Veja um exemplo abaixo:

Este é o título que aparece ao entrar na página.

No entanto, nos resultados do Google, o título é apenas:

Dessa forma, o Google não “corta” o título e ele segue as práticas recomendadas.

Meta Description

A meta description é editável também por meio de plugins. Existem diversos, sendo o Yoast SEO e o Rank Math os mais conhecidos. Ela também precisa ser chamativa, interessante, informativa, conter a palavra-chave e ter até 320 caracteres.

URL

A URL precisa ser amigável, de modo que o robô do Google identifique também nela sobre o que o texto trata. Sendo assim, ao invés de URL’s com códigos como “https://site.com.br/bx986492” use a palavra-chave e a deixe o mais curta possível:

https://site.com.br/palavra-chave”.

Imagens

Quando se trata de SEO On-Page, as imagens também importam, ainda mais porque elas podem ser ranqueadas no Google Imagens. Verifique sempre o nome do arquivo, insira a palavra-chave nele e no texto alternativo. A imagem deve ser leve e ter relação com o assunto tratado.

Headings

Quando falamos em subtítulos, não estamos dizendo que você precisa apenas separar o seu texto com linhas que cumpram com essa função. É importante que eles estejam formatados com os headings, os códigos que mostram ao Google a hierarquia das informações.

Normalmente em artigos utilizamos até o H3, sendo o H1 em títulos, o H2 em subtítulos e o H3 quando é necessário dividir o subtítulo em outras partes. Automaticamente os temas dos sites diferem a aparência, seja com cores ou tamanhos diferentes, veja:

Título (H1)

Subtítulo (H2)

Subtítulo (H3)

 

É recomendado ter apenas um H1 por página e ao menos dois ou três H2 em artigos de 500 palavras.

Uso adequado das palavras-chave

Também é recomendado inserir a palavra-chave e variações dela ao longo do texto. Ao menos uma vez no primeiro parágrafo, uma vez em um subtítulo e uma vez no último parágrafo.

Linkagens internas

Para que o tempo de permanência do usuário em seu site aumente, insira links internos que levem a outros posts. Porém, faça isso sempre quando houver um tema que realmente é relacionado ao assunto.

Sitemap

O sitemap ajuda os robôs do Google a encontrarem e compreenderem seu site. Eles fazem com que a indexação e ajudam seu site a ser ranqueado com mais eficiência. As ferramentas já citadas como o Yoast SEO e o Rank Math criam automaticamente o seu sitemap e depois você pode enviá-lo ao Google Search Console para agilizar a indexação.

Ao usar uma palavra-chave no título, colocar descrições nas imagens, inserir links para outros sites, está fazendo o SEO On-page.

Qual é a importância da pesquisa de palavras-chave no SEO?

Entre todas as técnicas de SEO, uma das mais importantes é o uso das palavras-chave. Elas são o elo entre os buscadores, os usuários e o seu conteúdo e, por meio delas é que o seu site será encontrado.

Basicamente, as palavras-chave são os termos que os usuários digitam no Google quando procuram por alguma coisa. Neste momento você pode estar pensando:

“Então é só eu criar um texto e colocar a palavra-chave que eu quero para que o meu conteúdo seja encontrado.”

Mas precisamos dizer: se fosse tão simples, não teria graça. A verdade é que, para conseguir ranquear seu conteúdo em determinada palavra-chave, você precisará seguir uma série de recomendações, não somente dentro do texto, como em outros campos.

Conseguir alcançar este objetivo não é algo certo, tudo o que você pode fazer é aplicar as técnicas, acompanhar a performance o otimiza-la cada vez mais para que funcione. Isso porque, algumas delas já são muito disputadas, por serem mais generalizadas e terem um grande volume de buscas (head tail).

Outras são mais específicas e possuem um volume de buscas menor. Com isso, levam menos concorrência e são mais fáceis de serem ranqueadas (long tail). A escolha entre as palavras-chave dependerá muito da estratégia que é realizada, mas a primeira etapa é a utilização de ferramentas que ajudem a guiar essa busca.

Existem diversas ferramentas de uso gratuito como a Keyword Planner (Google), Ubersuggest (Neil Patel), Keyword Magic (SEMRush), entre outros. Com elas você consegue ver a concorrência, volume de buscas e até o CPC (Custo por Clique).

Ao encontrar as melhores palavras-chave e construir os melhores conteúdos para o seu site, ele passará a ganhar maior visibilidade de maneira orgânica e contínua. Confira o case de sucesso da Canada Ponto.

Black Hat x White Hat

Os Black Hats SEO são pessoas que utilizam de técnicas que vão contra os objetivos do Google. Em seu site, o buscador coloca como técnicas de black hat as seguintes ações:

Quem descumpre as regras é punido, deixando de ser exibido em partes ou até completamente eliminado do Google.

Para saber se o seu site foi punido é possível perceber quando, ao monitorar seu tráfego, ele sofrer uma queda muito brusca. Você também pode verificar regularmente por meio do Search Console.

Se perceber que foi penalizado, pode solicitar um pedido de reconsideração. Mas lembre-se de resolver primeiro o problema e o seu pedido pode ser negado caso não esteja tudo dentro das diretrizes ainda.

SEO Off-page

São chamadas de SEO off-page as técnicas aplicadas fora das páginas do seu site e que comprovam a relevância do seu conteúdo. Elas incluem links direcionados para o seu site e menções. Podem ser feitas por estratégias como:

  • Guest posts: produza um conteúdo para um site parceiro como convidado e insira links para o seu site.
  • Co-marketing: promova um conteúdo em parceria com outra empresa, criando um material em conjunto que sirva para ambos os públicos.

Fique atento para backlinks indesejáveis, pois eles podem mostrar ao Google que o seu site não é confiável. Você pode rejeitar backlinks quando quiser, inclusive utilizando uma ferramenta do próprio Google.

Quais são as melhores ferramentas de SEO?

Para que a estratégia seja bem-sucedida, ela precisa ser constantemente aprimorada. Isso só é possível por meio das ferramentas certas. Abaixo eu listei as ferramentas principais e você pode conhecer cada uma delas para verificar qual prefere utilizar.

SEMRush

É uma das minhas preferidas. Por meio do dela é possível acompanhar o tráfego orgânico mensal, as palavras-chave ranqueadas, inserir um alarme para mudanças drásticas de posicionamento no Google e muito mais. Seu pacote premium é pago e bem salgado, mas ela permite algumas consultas diárias gratuitamente e você pode experimentá-las para ver se gosta. Acesse aqui.

Yoast SEO

É um plugin do WordPress que ajuda a alterar título, metadescrição, cria sitemap e outras funções importantes para o SEO. Se você não entende de programação, mas quer utilizar SEO, precisa ter uma dessas instalada. Acesse aqui.

Rank Math

Concorrente do Yoast, o Rank Math promete entregar gratuitamente o que o Yoast oferece em seu pacote premium e algumas funções ele cumpre bem. Confesso que ainda estou testando, volto aqui assim que tiver uma conclusão. Acesse aqui.

Ubersuggest

Encontre palavras-chave rapidamente e de graça por meio desta ferramenta. Muito útil, ela também consegue analisar o domínio e você pode utilizar essa função para ter uma noção de como o seu site está indo ou mesmo para ter algumas ideias com base no site dos concorrentes. Acesse aqui.

Search Console

Essa ferramenta é simplesmente essencial. Após você registrar o seu domínio e garantir para o Google que é administrador daquela propriedade, você passará a ter relatórios bem completos sobre os acessos em seu site, além de funcionalidades como envio de sitemap, informações sobre as pessoas que acessam o site (dados demográficos, sexo, idade, etc.) e muito mais. Acesse aqui.

Estas são as ferramentas principais. Em breve faremos um artigo recheado de ferramentas para vocês. Ah, e se você gostou de tudo o que leu e precisa de alguém para implementar SEO no seu site, estamos aqui prontas para ajudar. Temos conhecimentos em implementação de SEO em páginas e conteúdos, além de podermos fazer com que o seu site tenha uma experiência de usuário simplesmente INCRÍVEL. Entre em contato conosco!

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba dicas, Informações e novidades sobre marketing digital

Contato

E-mail: contato@1nicdigital.com.br
Nos acompanhe nas redes sociais
WhatsApp